EDUARDO ANTONIO GOSSON é poeta, jornalista, sociólogo e memorialista nascido em 01 de junho de 1959, na maternidade Januário Cicco, filho de Elias Antonio Gosson e Maria Dantas de Araújo.

 

Oriundo de uma família libanesa que aportou no Nordeste do Brasil, no ano de 1925, após 21 dias dentro de um navio, precisamente em Maranguape/CE. Após 05 anos residindo no naquele estado mudou-se para o RIO GRANDE DO NORTE: Antonio José Gosson e Sofia Hamaney Leide (avós paternos), Abdon Gosson e Elita (tio-avô). Moisés e Denise resolveram ficar em Maranguape/CE.

 

Quando fazia o 2º Grau publicou com mais dois colegas o jornal alternativo EQUIPE. Colaborador do jornal universitário O LETREIRO, logo assumiu a editoria do CONTEXTO, suplemento do jornal A REPUBLICA que saia encartado aos Domingos e feriados.

 

Após esse treino, descobriu-se Poeta e não parou de escrever até hoje. Sócio Efetivo   do IHGRN desde 1999, na gestão passada  respondeu pela Tesouraria. Sócio Fundador da UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES-Seccional do RN sendo seu atual presidente. Publicou 7 livros. São eles: 01. Ciclos do Tempo (1990); 02. História  do Poder Judiciário do RN(1998); 03. Ministros Potiguares (2005);04. Poemas das Impossibilidades (2007);05 Crônicas da Família; 06. Entre o azul e o infinito (2012); 07. Fausto. Tem inéditos: 08.Crônicas do Tempo Presente, vol. I; 09. Eu não sabia que doía tanto!10. Combate às Trevas; 11. Almanaque da  Poesia (Eduardo Gosson e Aluízio Matias dos Santos).

Professor, em 1993 foi convocado para assessorar a Vice-Presidência do Tribunal de Justiça do RN, oportunidade em que idealizou o Memorial do Poder Judiciário Desembargador Vicente de Lemos.